Afubra inicia o pagamento de auxílio danos aos produtores

Em Candelária, Cerro Branco e Novo Cabrais, 300 lavouras foram atingidas com granizo

0
Número de lavouras atingidas caiu pela metade em relação à safra passada (Foto: Divulgação/Afubra)

Os produtores de tabaco que tiveram as lavouras atingidas por granizo na atual safra receberão, a partir desta terça-feira (23), o pagamento do auxílio danos do sistema mutualista. O valor é pago pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) para aqueles que fizeram o seguro do produto ou das estufas e tiveram prejuízos na produção na safra 2020/2021. A colheita está em reta final.

Até o momento, nos municípios de Candelária, Cerro Branco e Novo Cabrais, cerca de 300 produtores terão direito a receber um determinado valor de auxílio. Conforme o coordenador de mutualidade da Afubra Candelária, Carlos Loewe, o número de produtores que sofreram com as intempéries representa uma redução de 50%, em relação à safra 2019/2020, quando mais de 600 lavouras foram atingidas por granizo.

“Nestes três municípios a perda representa menos de 5% da produção, pois o granizo pegou em algumas lavouras quando o tabaco ainda estava no início do desenvolvimento e, por isso, a planta conseguiu se recuperar”, afirmou Loewe. Na região do Vale do Rio Pardo, o número de lavouras atingidas também reduziu. Na atual safra foram 635 avisos, enquanto na safra passada foram 1.303 comunicados.

Ao contrário da última safra, em Candelária e nos dois municípios vizinhos não se teve lavouras com destruição total da produção por conta do granizo. Conforme Loewe, se compararmos com as safras anteriores, a atual é a que menos teve prejuízos aos produtores com a ação do tempo. A grande maioria dos avisos foi de produtores que perderem duas ou três folhas de tabaco por pé plantado, o que não representa perda muito grande.

NO GERAL
No último fechamento de dados, ocorrido no dia 6 de fevereiro, o departamento de mutualidade da Afubra contabilizou 23.740 lavouras atingidas por granizo nos três estados da região Sul, desde o início da atual safra de tabaco. No mesmo período da safra passada, foram 20.197 atingidas. Os números da safra 2020/2021 ainda não são definitivos, visto que há regiões produtoras que ainda não concluíram a colheita.

Até o momento, a Afubra contabiliza quase R$ 116 milhões em auxílios a pagar aos associados. Os valores pagos para Candelária, Cerro Branco e Novo Cabrais não foram divulgados. A indenização será liberada, no primeiro momento, para aqueles associados que liquidaram suas ordens de pagamento até o dia 9 de fevereiro e fizeram o seguro à vista e diretamente na Afubra.

O dinheiro é repassado de forma integral e obedece rigorosamente a forma optada pelo produtor no momento da inscrição da lavoura. Passada a data da primeira liberação, os demais pagamentos passam a ser semanais. O encerramento acontece quando o processo atinge todos os fumicultores com direito ao benefício.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here