Taxista que alertava ações de fiscalização da polícia via Whatsapp tem celular apreendido

O homem, de 41 anos, vai responder pelo crime de atentar contra a segurança pública

0

Um taxista, de 41 anos, teve o celular apreendido na tarde dessa sexta-feira (23) em Candelária. O fato ocorreu após abordagem do 2º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar, que identificou o homem com um dos integrantes mais ativos de um grupo do Whatsapp, onde eram feitas postagens de alertas sobre ações de fiscalização da polícia rodoviária.

A identificação do homem foi feita após a descoberta da polícia sobre a existência do grupo de alertas e de os policiais conseguirem fazer parte dele. Durante patrulhamento na tarde de ontem, os agentes passaram em frente ao ponto onde o taxista atua, no Centro do município. Algum tempo depois puderam flagrar o homem avisando no grupo de Whatsapp sobre a presença da viatura. Eles retornaram até o ponto e o abordaram.

O homem foi levado à Delegacia da Polícia Civil do município para o registro, e teve o celular apreendido. O taxista vai responder pelo crime de atentar contra a segurança pública, previsto no artigo 265 do Código Penal. Ele pode pegar pena de até cinco anos de reclusão, além de pagamento de multa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here