Prefeito retira projetos sobre alteração no plano de carreira dos professores

Presidente do legislativo, Alan Wagner, classificou retirada como "falta de respeito" com a categoria

0
Projeto que trata sobre alteração do plano de carreira dos professores foi retirada às 16h30 pelo município - Crédito: Tiago Garcia / JC

O Prefeito Nestor Ellwanger recuou e decidiu retirar da pauta de votação na Câmara de Vereadores os projetos de lei  complementar 003/2022 e 004/2022 que alteram o Plano de Carreira dos professores. Nos ofícios, o chefe do executivo apenas comunicou a retirada das matérias, sem apresentar uma justificativa. Os dois oficios solicitando a retirada dos projetos foram protocolados por volta das 16h30 desta segunda (16) na Câmara de Vereadores.

Com a retirada, as duas matérias não serão colocadas em votação na ordem do dia na sessão ordinária desta segunda (16), mas caso o governo faça alterações, os dois projetos poderão ingressar a qualquer momento para posterior análise e votação dos vereadores.

Ouvido pela reportagem, o presidente da Câmara, Alan Wagner (PSB), classificou a retirada dos projetos como falta de respeito com a categoria. “O governo não agiu com democracia ao não debater os projetos com os professores. Ele foi encaminhado sem perguntar nada para ninguém e colocado para que os vereadores pudessem apreciar. As matérias foram analisadas, foram encaminhados pareceres, mobilizou a classe dos professores e quando vai para a pauta de votação, o governo retira. É uma falta de respeito com a classe dos professores e mostra que o governo não está preocupado com nenhuma classe e uma falta de comprometimento com os professores”, destacou.

O presidente ainda salientou que a retirada dos projetos mostra que o governo está totalmente perdido. “O prefeito fez um decreto onde sancionou o piso dos professores, pagou o piso para os professores mais novos, no final do mês retirou o dinheiro com desconto em folha destes professores que ele havia pago, encaminhou um projeto de lei retirando direitos dos professores antigos e agora retira o projeto. Parece parte do trecho do filme Karatê Kid, onde um personagem “coloca casaco, retira casaco”. Assim estamos em Candelária, sendo lamentável que isso esteja ocorrendo”, frisou.

O presidente do legislativo questionou o porque o Executivo retirou os projetos sem apresentar uma justificativa. “Será que não tinha maioria para poder aprovar o projeto?”, questiona Wagner. Ao finalizar, o presidente lembra que o governo poderá reingressar com os projetos a qualquer momento. “Fica o alerta para os professores, que irão viver uma instabilidade continua por causa desta situação pela falta de reconhecimento destes profissionais que estão trabalhando e se dedicando para proporcionar uma educação de qualidade para os candelarienses. Isso causa indignação por parte dos professores e a Câmara, como representante do povo, também está chateada e indignada com essa falta de organização do poder Executivo”, finalizou.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui