Pacientes internados de outra região não serão contabilizados no cálculo das bandeiras

Intenção do Estado é não punir as regiões que tiveram indicadores alterados devido a importação de pacientes

0
Anúncio foi feito nas redes sociais do governador. Foto: Divulgação/JC

Em transmissão nas redes sociais na tarde dessa quinta-feira (30) o governador Eduardo Leite anunciou alterações no modelo de Distanciamento Controlado.  A principal delas é referente aos pacientes internados nas regiões, que até então não eram levados em conta para o cálculo dos indicadores para a definição das bandeiras no Estado.

Na mudança, o governo passará a contabilizar quantos pacientes cada região recebe e quantos manda para hospitais de outros pontos do Estado. Desta forma, a diferença entre enviados e importados será considerada para garantir que as regiões não tenham uma classificação mais alta por este motivo.

“A intenção do Distanciamento Controlado não é punir as regiões, é estabelecer o distanciamento necessário para evitar que o vírus circule. Se o indicador de pacientes internados está elevando porque a região está recebendo pacientes de fora, não é por conta da circulação do vírus na região que isso está acontecendo”, destacou o governador Eduardo Leite.

COMO FUNCIONARÁ

Se uma região ficar em bandeira vermelha, mas o saldo entre pacientes enviados e recebidos for suficiente para que o município fique em bandeira laranja, esta será a cor definida para a semana.

A mudança já entra em vigor nesta sexta-feira (31), quando o governo divulga o mapa provisório do distanciamento controlado para a próxima semana.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here