Candelária decreta situação de emergência em virtude da estiagem

Câmara, sindicatos e outras entidades de assistência técnica rural enviaram pedidos e relatórios ao prefeito

0
Em diversas localidades do interior está faltando água para consumo humano, além de prejuízos financeiros, com a produção agrícola. Foto: Divulgação/JC

Mesmo com a chuva paliativa que caiu sobre Candelária, na última sexta-feira (10), a estiagem ainda assola o município. Por isso, o prefeito Paulo Butzge acolheu os pedidos e relatórios enviados pela Câmara de Vereadores e outras entidades ligadas à assistência técnica rural e decretou situação de emergência.

A última chuva consistente ocorrida na Terra do Botucaraí foi no dia 11 de novembro do ano passado. Devido a esse longo período de seca, as precipitações desse fim de semana não foram suficientes para amenizar o problema. Em diversas localidade do interior já está faltando água para consumo humano. Em relação à produção agrícola, o prejuízo total está estimado em mais de R$ 62 milhões.

O decreto de situação de emergência foi feito com base em levantamentos realizados pelo Sindicato Rural, Emater, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Sindicato dos Trabalhadores Rurais da Agricultura Familiar de Candelária, Conselho Municipal de Defesa Civil e Conselho Municipal de Agricultura e Pecuária.

Agora, Candelária aguarda a homologação do “estado de emergência” a ser declarado pelo governo do Estado. Com isso, os afetados pela estiagem terão chances de reduzir o prejuízo.

  • Na edição impressa desta sexta-feira (17), a reportagem do Jornal de Candelária trará mais informações sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here